sexta-feira, 19 de outubro de 2012

Análise: Maiu Mallard in Cold Shadow.





Um pato ninja pra lá de poderoso.




Pato Donald dispensa qualquer tipo de apresentação. Donald foi criado em 1934, sendo um dos personagens mais carismáticos da Walt Disney. Seu temperamento mal humorado e encrenqueiro, conquistou muitos fãs por todo o mundo. Nos vídeo games, Donald brilhou estralando títulos interessantes como Lucky Dime Caper (Master System) e Quackshoot (Mega Drive).

Em 1995 foi lançado o jogo Maiu Mallard in Cold Shadow, que mantém o nível de qualidade de seus irmãos mais velhos. Cold Shadow foi desenvolvido pela Eurocom e lançado pela Disney Interactive, para Mega Drive e Super Nintendo em 1995, em 1996 para PC e em 1998 para o Game Boy. Esta análise trata da versão lançada para o Super Nintendo.


Enredo.

A história do game se passa numa ilha tropical. O povo local venera um ídolo chamado de Shabum Shabum, que é tratado como o espírito protetor da região. Mas Shabum Shabum está desaparecido. Segundo a lenda, se o ídolo não for recuperado, a ilha inteira vai explodir. Para resolver o caso é chamado um dos detetives mais brilhantes das redondezas, seu nome é Maui (Aqui neste jogo o seu nome não é Donald). As investigações de Maui o levam para um centro de treinamento ninja. Neste lugar, Maui é amaldiçoado com os poderes do lendário ninja, Cold Shadow. Podendo contar com os poderes de Cold Shadow, Maui deverá correr contra o tempo para achar o ídolo e impedir que a ilha exploda em mil pedacinhos.

Metade detetive, metade ninja

Durante o jogo Donald pode assumir duas formas distintas. A primeira é a de Maui, forma que você começa o jogo. Maui faz coisas bem básicas, como pular e atacar com a sua pistola que possui três tipos de artilharia. O tiro mais simples é infinito, mas os tiros de fogo e raio são contados, podendo ser recuperados com determinados itens nas fases.


A segunda forma de Donald é a forma ninja (Ou, Cold Shadow). As habilidades de Cold são de invejar até o ninja Ryu Hayabusa. Sua principal arma será um bastão que tem muitas utilidades, como atacar seus inimigos, servir de suporte para se prender em paredes estreitas e escalar, ou se prender em argolas que fazem o bastão parecer um cipó.

Não serão em todas as fases que Maui poderá se transformar em Cold Shadow. Para isso, o jogador precisa pegar pelo menos um disco ninja. Uma vez tendo um disco, basta apertar o botão X para se transformar. Logo que se transforma, Cold é um ninja faixa branca, sendo necessário juntar mais discos ninja para o poder de Cold aumenta, mudando a cor da faixa. Quando o pato possuir 999 discos, o poder ninja alcança a faixa preta. Para fazer os ataques especiais de Cold é preciso usar do poder dos discos. O golpe comum do bastão não gasta poder, mas ao apertar o botão de ataque três vezes, Cold executa uma sequência que vai gastar do poder dos discos coletados. Outro ataque especial de Cold é o giro: Apertando R, L ou os dois juntos, Cold vai dar um giro com o bastão, gastando poder ninja enquanto estiver girando.

  
Gráficos

Os gráficos de Cold Shadow são impressionantes. Parece, de fato, um desenho animado da Disney. Os cenários trazem detalhes muito interessantes. Na primeira fase você pode notar as folhas secas sendo levadas pelo vento. Na terceira fase o fundo de tela mostrando o céu a noite é muito bonito. Mas com certeza, a fase que mais merece destaque é a quarta; o efeito das lavas do vulcão, o vapor saindo das rochas, tudo ficou perfeito.


Os personagens também estão muito bons. O desenho de Donald lembra muito o Donald da série TV Quack Quack. Cold Shadow também ficou muito bem desenhado, seu quimono é todo preto e usa uma faixa nos olhos. Os outros ninjas do game também ficaram com uma ótima arte e com uma animação perfeita.

Efeitos sonoros e música

Os efeitos sonoros são ótimos. O som de tiros da arma de Maui, o som do bastão de Cold Shadow e dos ninjas, os gritos de Maui quando é atingido por um inimigo, que foram tirados da voz americana de Donald, tudo está incrível.  A trilha sonora também traz uma qualidade muito boa. As músicas trazem temas tropicais e orientais de muito bom gosto, que se encaixam na temática da aventura.

Controles


Muito ruins e duros. Na maioria das vezes os comandos demoram a responder. Nos pulos é ainda pior, pois caso o jogador salte de uma distância muito grande, fica difícil ter certeza se vai chegar ao outro lado. Os comandos de Cold são ainda piores que os de Maui. É muito comum Cold cair por que o bastão não prendeu em alguma argola, ou ser atingido por que uma sequência de golpes não saiu como o previsto. Em resumo, os controles são o ponto fraco desse jogo.

Dificuldade

Há três níveis de dificuldade. Ainda assim, mesmo que você esteja jogando no nível fácil, Cold Shadow traz um desafio bem grande. Na segunda fase o jogador aprende todos os comandos de Cold, sendo necessário praticar para não ter grandes problemas nas horas em que precisar usar as suas habilidades.

Em algumas fases haverá chefes, eles não são muito difíceis de vencer, mas o chefe final é muito, muito difícil mesmo! Os controles duros tornam tudo muito pior do que já é. O Jogo conta com passwords, mas para consegui-los, é necessário passar por uma fase de bônus. Nessa fase de bônus é preciso coletar seis foguetes espalhadas pelo cenário, caso não os pegue, o password não vai aparecer.

Conclusão

Maui Mallard in Cold Shadow é um excelente jogo. A idéia de um game onde Donald pode se transformar em um ninja foi muito bem aceita pelos fãs do pato. Com certeza este é um dos games favoritos da maioria dos fãs do mau humorado personagem da Disney.

Mesmo com os controles ruins, Cold Shadow não é um game ruim, pelo contrário. Qualquer fã do pato mais mal humorado dos desenhos animados vai passar boas horas se divertindo com Maui Mallard in Cold Shadow.



Notal Final




Análise escrita por: Lipe Vasconcelos.










3 comentários:

  1. Nunca imaginei que alguém imaginaria o Pato Donald Ninja xD.

    Joguei esse jogo mais na minha infância, na locadora e sempre penei na 2ª fase. Realmente é um jogo com uma dificuldade bem... interessante. Não sei por que motivo, encotro uma semelhança desse jogo com o do Máscara, também de SNES.

    ótimo artigo e gostei muito do blog, tenho a impressão que vou voltar mais vezes.

    ResponderExcluir
  2. Opa, valeu ai cara... espero que vc e outros voltem mais aqui no blog, pode nos seguir se quiser também!

    ResponderExcluir
  3. Bom artigo , e eu estou desenvolvendo jogos , agora no game maker , e aprendendo GML(Game Maker Linguage) será de bom tamanho , eu sou dono da snes1990 , e bem , o artigo está otimo agora eu fico o dia todo estudando sobre GML , e D&D! mais tipo eu acho que ja zerei esse game.

    ResponderExcluir