sexta-feira, 2 de novembro de 2012

Artigo: Games vindos do inferno.


A melhor coisa de um vídeo game é explorar mundos diferentes do nosso. Você pode ser um policial cumpridor da lei, um pirata dos céus que deseja acabar com reinados tiranos, um robô com senso de justiça ou um cavaleiro romano. Mas desde criança sempre gostei muito daqueles jogos onde você precisa encarar o sobrenatural, o lado negro da força (e não falo do Darth Vader). Trata-se dos jogos vindos do inferno, aqueles que botam você cara a cara com o mal encarnado e com criaturas vingativas, desde espíritos mal resolvidos ao belzebur em pessoa. Para aproveitar a semana do Dia das Bruxas a Save Point BR trás os seis títulos mais obscuros já feitos, aqueles que realmente devem ter vindo das profundezas da humanidade.

6 – Devil May Cry.




Fico feliz que o Resident Evil 4, de 2001, tenha sido recusado pela Capcom, pois foi graças a ele que nasceu a franquia Devil May Cry, que seria responsável por toda uma geração de combates frenéticos e emocionantes. Aqui as forças das trevas estão nas mãos do jogador! Dante é filho do poderoso demônio Sparda, que se apaixonou por uma humana, Eva, e decidiu largar sua missão de destruir a terra para viver ao lado de seu amor. Para se vingar, o inferno manda matar a Sparda e Eva, ficando apenas Dante e seu irmão gêmeo, Virgil, vivos. Para se vingar, Dante funda uma agência de caça aos demônios batizada de Devil May Cry, que quase sempre fica em ruínas nos jogos da franquia.

O mestiço Dante realmente odeia a raça demoníaca da qual faz parte. Todos os inimigos do caçador são demônios que querem ver a criação de Deus fritar no inferno. Para salvar os humanos Dante usa uma série de golpes de espada cheios de estilo, combinando esses ataques com tiros de suas fiéis pistolas. Desmembrar criaturas do inferno faz parte da rotina do herói, mas seu arquiinimigo é justamente seu irmão, Virgil, que acabou usando seus poderes para o mal. Este é um raro caso onde um ser demoníaco usa suas forças para o bem, encarando uma penca de monstros assustadores ao som de um Rock in Roll da pesada.

5- Fatal Frame.



Há quem diga que espíritos maus são apenas almas que não aceitam a morte, ou que ainda não estão prontas para partir ao plano seguinte. Já algumas lendas acreditam que pessoas ruins morrem e viram almas demoníacas destinadas ao inferno. No caso de Fatal Frame, qualquer uma dessas explicações é perfeitamente plausível. O título de horror da Tecmo surpreendeu até o mais corajoso dos jogadores, não só pelo seu trabalho de marketing bem aplicado (até hoje muitos ainda querem saber se, de fato, o jogo é baseado em fatos reais, como diz na capa) mas também por uma excelente jogabilidade. 

No game você é Miku, uma jovem que está à procura de seu irmão que desapareceu enquanto investigava o sumiço de um famoso novelista na lendária mansão Himura. Está mansão foi palco de estranhos rituais que tinham a finalidade de impedir que um antigo demônio espiritual atravesse o portal carnal existente no interior da mansão. O foco de Miku, a principio, é encontrar seu irmão, mas a mansão está cheia de almas atormentadas: umas precisam de ajuda, outras querem apenas testar sua sanidade, dando sustos cruéis no jogador até o fim. Se de fato espíritos podem ser a manifestação espiritual de um demônio, em Fatal Frame não faltam criaturas assim.

4- Blood.


Lançado em 1997, Blood consegue ser um jogo incrivelmente cruel e obscuro. Você está no comando de Caleb, um atirador do velho oeste que participa da seita cabal, que adora um demônio chamado Tchernobog. Após a ressurreição desse Deus a família de Caleb é cruelmente perseguida e assassinada. Enfurecido, Caleb reencarna no corpo de outro homem e está disposto a matar qualquer um que esteja em seu caminho. Suas armas são objetivos diversos, com destaques para o boneco de Voodoo, que serve para torturar inimigos pelo caminho.

O clima de Blood é de vingança e crueldade. Caleb não está pra brincadeira e vai derramar o sangue de qualquer demônio que está em seu caminho. A seita cabal também não é nada pacifica e não esconde sua crueldade em pendurar corpos de pessoas em todo canto possível. Com cenários bastante tétricos e uma série de sangue para todo o lado, Blood é indiscutivelmente diabólico.

3- Silent Hill.

Cidades fantasmas sempre fizeram parte dos contos de terror em todo o mundo, mas a Konami não estava satisfeita com histórias contadas e trouxe, em 1999, a franquia de terror psicológico mais perturbadora já feita. Silent Hill guardar segredos nefastos, onde uma seita antiga adorava uma criatura chamada apenas de Deus. Talvez por isso, tantas desgraças tenham caído sobre este povoado turístico. 


No primeiro jogo da série, o protagonista Harry Mason se perde de sua filha enquanto viajavam de férias a Silent Hill. Na busca pela pequena Sharon o herói descobre uma trama maluca, onde habitantes queimam uma criança viva. Essa criança usa sua mente perturbada para alterar a realidade da cidade e dar inicio a uma série de acontecimentos assustadores, com prédios, escolas e hospitais pintados com sangue humano e monstros desfigurados que querem a alma do heroi. Em meio a tudo isso os mistérios da cidade são revelados numa narrativa incrível e atípica.

2- Dante´s Inferno.



Não é de hoje que os games nos fazem explorar o reino do anjo caído, mas Dante´s Inferno usa a obra da Divina Comédia como base para criar a ambientação mais incrível e repugnante já feita do inferno em um game. O jogo narra a viajem do cavaleiro Dante pelos nove círculos do inferno para salvar sua amada Beatrice, que perde a alma após fazer uma aposta com o Diabo. Durante sua busca Dante observa os castigos que o inferno reserva para cada pecador, vendo criaturas enormes no circulo da gula, prostitutas com cobras saindo de lugares íntimos vivendo no circulo da luxuria atacando o heroi e bebês não batizados com lâminas no lugar das mãos no circulo dos não batizados. 

Para onde quer que você vá há gritos de pessoas sofrendo seus castigos. Quanto mais fundo Dante desce nos círculos, mais depressiva fica a situação, com prisões feitas de ouro para torturar os gananciosos e valas de fezes afogando os suicidas. Dante´s Inferno trouxe uma experiência única, forte e envolvente, retratando o mundo inferior de um jeito nunca visto até hoje.

1-      Doom



Numa época em que jogos eram destinados apenas para crianças a Id Software quebrava muitos tabus ao lançar o jogo que daria inicio ao inferno virtual: Doom, um dos mais polêmicos games de todos os tempos. Ambientado nas duas luas de Marte, você é um fuzileiro naval que deve impedir a invasão de demônios que fugiram do inferno durante uma pesquisa envolvendo portais de outras dimensões. Sendo o único sobrevivente, cabe a você chutar o traseiro do mal com um arsenal de armas que deixa o Rambo morrendo de inveja. 

Doom foi o primeiro jogo a usar decorações tão nefastas em seus cenários, com faces demoníacas por todos os lados, soldados humanos empalados e agonizando no chão, além de fazer o jogador encarar uma horda de demônios por todos os corredores. Doom foi o primeiro jogo dito como violento ao extremo e coleciona polêmicas até hoje, assim como também coleciona fãs de todas as gerações.



Escrito por: Lipe Vasconcelos.






    

2 comentários:

  1. quer um jogo vindo do inferno? Yo Noid ! xD

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Yo Noid! É sacanagem Angelo! Deixa pro coisa ruim se descabelar lá! Kkk. Mas se é pra fu..deixo Ferias frustradas do Pica Pau, do 8bits, eita coisa feia!
      Abraço!

      Excluir